Como escrever uma boa sinopse

Como escrever uma boa sinopse

Precipuamente, do grego antigo σύν (sýn) “juntamente” + ὄψεις (ópseis) “visão”, pelo latim synopsis. Sinopse significa uma “visão geral” de algo. É um breve resumo do conteúdo de um livro.

Uma sinopse é um texto curto, que deve ter no máximo dois parágrafos, até 10 linhas. No entanto, há excelente sinopses que ultrapassam este limite. Use de bom senso.

Dicas para escrever uma boa sinopse:

  • Procurar definir a história em ideias e/ou palavras-chave antes de escrever a sinopse;
  • Ser específico (definir e apontar os elementos da cadeia dramática);
  • Evitar impressões subjectivas;
  • Tente evitar divagações sobre a forma;
  • Evitar generalismos;
  • Privilegiar substantivos ao invés de adjectivos e advérbios.

Mas agora perguntam, afinal o que é cadeia dramática?

Cadeia dramática = contexto + personagem + desejo + obstáculo + redenção
  • Contexto: coloque o seu leitor na história informando-o onde e quando se passa a história;
  • Personagem: apresentar a personagem principal da história, ou as personagens, escolher apenas as estritamente necessárias;
  • Desejo + Obstáculo: Toda a personagem tem um desejo, algo que almeja alcançar, e para ter uma boa história é preciso que alcançar esse objectivo não seja fácil. É o conflito entre desejo e obstáculo que irá mover a história e envolver o leitor. Normalmente, o conflito é introduzido na sinopse pelas palavras «mas», «até que», «porém», «entretanto», etc.;
  • Redenção: Nem tudo pode ser mau, é preciso mostrar ao leitor que os obstáculos podem ser ultrapassados. É preciso dar um vislumbre de esperança ao leitor, apresentar algo ou alguém que pode ajudar a personagem a vencer (por vezes, nem tudo corre bem, por isso, pode acontecer usar-se a Ruína no lugar da Redenção).

Ao mesmo tempo que devemos deixar bem claros os elementos da cadeia dramática, também devemos deixar o leitor com perguntas. Uma boa sinopse responde ao que é fundamental, mas deixa-nos com perguntas.

A sinopse não pode contemplar tudo o que vai estar no livro, mas tem de ser aquilo que vai instigar o leitor a ler o livro. Por isso é importante mostrar o tom da história, usando o excelente recurso do “show, don’t tell”.

Exemplos de sinopses:

Harry Potter e a Ordem da Fénix, J.K.Rowling

«Parece impossível, mas, no bairro mais Muggle do mundo Muggle, Harry é emboscado por Dementors! Para salvar a sua vida e a do primo Dudley, Harry não tem outra hipótese senão usar magia – mesmo sabendo que isso significará a sua expulsão mais que certa de Hogwarts. Enquanto o Ministério da Magia continua a não acreditar que o terrível Senhor das Trevas está de volta, Voldemort e os seus fiéis Devoradores da Morte já começaram a preparar o seu regresso ao poder. Porém, há uma nova esperança: uma antiga ordem secreta, da qual os pais de Harry fizeram parte, voltou a organizar-se e Dumbledore está atento.»

Dom Casmurro, de Machado de Assis

«Dom Casmurro conta a história de Bento Santiago (Bentinho), apelidado de Dom Casmurro por ser calado e introvertido. Em adolescente apaixona-se por Capitu, abandonando o seminário e, com ele, os desígnios traçados por sua mãe, Dona Glória, para que se tornasse padre. Casam-se e tudo corre bem, até o amor se tornar ciúme e desconfiança. A dúvida da traição de Capitu percorre toda a obra, agravada pela extraordinária semelhança do filho de ambos, Ezequiel, com Escobar, o grande amigo de Bentinho.»

Fantasma da Ópera, de Gaston Leroux

«Pela Ópera de Paris circulam bailarinas, cantores, funcionários… e rumores. Após uma sequência de acontecimentos estranhos e funestos, a nova direção da casa passa a levar a sério o que até ali julgara impossível: um fantasma assombra o teatro.
Criatura mutilada e de passado enigmático, arquiteto de trotes e tragédias, o Fantasma da Ópera habita os labirínticos porões da construção e usa sua voz, suas lições e seu poder para seduzir a cantora Christine Daaé. Mas, quando ela rompe o pacto implícito entre eles, é arrastada para o subterrâneo – numa espiral de mistério, horror e música.»

Sobretudo, espero que tenham gostado deste artigo de como escrever uma boa sinopse. Boa escrita!

»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»«««««««««««««««««««««««««««««««««««

Publicado originalmente em Os Rabiscos da Geadas

Contos Relacionados